Descanso das Letras

Discussão acerca de Literatura
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 DIFERENÇAS ENTRE POEMA EM PROSA E PROSA POÉTICA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: DIFERENÇAS ENTRE POEMA EM PROSA E PROSA POÉTICA   Qui 25 Nov 2010, 21:26

"Mesmo que o nascimento do poema em prosa e da prosa poética sejam indissociáveis, a primeira tarefa é a de distinguir estas duas denominações. A prosa poética utiliza essencialmente os recursos rítmicos e prosódicos da língua, aqueles com os quais o poema versificado geralmente trabalha. Ela constitui, pois, uma característica da escrita, perceptível entre os diversos gêneros (romances, autobiografias), continuamente ou em passagens. Já o poema em prosa não se define pela qualidade de sua escrita, mas como uma composição autônoma”.



Reparem nesse poema, já citado, de Manuel Bandeira:


Poema Tirado de uma Notícia de Jornal

João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.


Perceberam o ritmo poético, apesar da escrita continuada?

Agora vamos dar uma olhada na Crônica de Rubem Braga:

Recado ao senhor 903


Vizinho –
Quem fala aqui é o homem do 1003. Recebi outro dia,consternado, a visita do zelador, que me
mostrou a carta em que o senhor reclamava contra obarulho em meu apartamento. Recebi depois a sua
própria visita pessoal – devia ser meia-noite – e asua veemente reclamação verbal. Devo dizer que estou
desolado com tudo isso, e lhe dou inteira razão. Oregulamento do prédio é explícito e, se não o fosse, o
senhor teria ainda ao seu lado a Lei e a Polícia. Quemtrabalha o dia inteiro tem direito ao repouso
noturno e é impossível repousar no 903 quando hávozes, passos e músicas no 1003. Ou melhor: é
impossível ao 903 dormir quando o 1003 se agita; poiscomo não sei o seu nome nem o senhor sabe o
meu, ficamos reduzidos a ser dois números, doisnúmeros empilhados entre dezenas de outros. Eu, 1003,
me limito a Leste pelo 1005, a Oeste pelo 1001, aoSul pelo Oceano Atlântico, ao Norte pelo 1004, ao
alto pelo 1103 e embaixo pelo 903 – que é o senhor.Todos esses números são comportados e silenciosos;
apenas eu e o Oceano Atlântico fazemos algum ruído efuncionamos fora dos horários civis; nós dois
apenas nos agitamos e bramimos ao sabor da maré, dosventos e da lua. Prometo sinceramente adotar,
depois das 22 horas, de hoje em diante, umcomportamento de manso lago azul. Prometo. Quem vier à
minha casa (perdão, ao meu número) será convidado a seretirar às 21:45, e explicarei: o 903 precisa
repousar das 22 às 7 pois às 8:15 deve deixar o 783para tomar o 109 que o levará até o 527 de outra rua,
onde ele trabalha na sala 305. Nossa vida, vizinho,está toda numerada; e reconheço que ela só pode ser
tolerável quando um número não incomoda outro número,mas o respeita, ficando dentro dos limites de
seus algarismos. Peço-lhe desculpas – e prometosilêncio.
Mas que me seja permitido sonhar com outra vida eoutro mundo, em que um homem batesse à
porta do outro e dissesse: “Vizinho, são três horas damanhã e ouvi música em tua casa. Aqui estou.” E o
outro respondesse: “Entra, vizinho, e come de meu pãoe bebe de meu vinho. Aqui estamos todos a bailar
e a cantar, pois descobrimos que a vida é curta e alua é bela”.
E o homem trouxesse sua mulher, e os dois ficassementre os amigos e amigas do vizinho
entoando canções para agradecer a Deus o brilho dasestrelas e o murmúrio da brisa nas árvores, e o dom
da vida, e a amizade entre os humanos, e o amor e apaz.


Uma prosa em que há emprego de recursos líricos, buscando atingir efeitos estéticos.

Resumindo:

Enquanto a Prosa Poética emprega recursos líricos sem poder ser chamada em si de poema (a despeito da poesia), o Poema em Prosa apenas abre mão da divisão em versos, contudo sem se eximir do ritmo e das rimas ocasionais ou não.



Última edição por RONALDO RHUSSO em Qui 25 Nov 2010, 21:30, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
 
DIFERENÇAS ENTRE POEMA EM PROSA E PROSA POÉTICA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Diferença entre DRAMA e DORAMA.
» Diferença entre os V1,V2,V3 e EX?
» Diferenças de qualidade entre LC Model e Bandai
» Qual a diferença entre as versões de cloth de hong kong e japonesa?
» Diferença das versões dos cloths.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Descanso das Letras :: PRODUÇÃO LITERÁRIA :: Poema em Prosa-
Ir para: