Descanso das Letras

Discussão acerca de Literatura
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 PROSA POÉTICA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
JUDAHBEN-HUR

avatar

Mensagens : 23
Data de inscrição : 19/11/2010

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Qui 25 Nov 2010, 21:34

Deixo aqui o link para algumas informações entre Poema em Prosa e Prosa Poética:

http://descansodasletras.forumeiros.com/poema-em-prosa-f20/diferencas-entre-poema-em-prosa-e-prosa-poetica-t91.htm


Última edição por JUDAHBEN-HUR em Dom 28 Nov 2010, 09:20, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Quem é quem?   Qui 25 Nov 2010, 21:46


Quem vê a poesia como meio de educar?
Quem dá o ar da graça na escassa oportunidade?
Sei que a maldade é inerente ao humano...
Mas nem é tão importante assim debater o assunto!
Quem vai cobrar ao íntimo, no futuro, eu não sei.
Quem é quem na panela do revanchismo?
Eu sei quem sou.
Eu sei quem não gostaria de ser.
Eu sei quem cultiva animosidade porque não pode ver a decência primar pelo coerente.
Quem baterá à porta da estagnação e libertará a mente deturpada?
No fundo eu sei quem é quem.
No raso, também!
A parte do poeta tem sido feita.
A vida é incerta e breve, mas a minha é plena, portanto nem ligo se findar mais cedo!
Sei quem é quem e quem não tem quem impeça de permanecer no poço da mediocridade.
A maldade impera em sorrisos postiços e em corações rejeitados.
Como dizia o Myteco: Prefiro morrer a perder a vida...
Prefiro dar meu último grito contra a sujeira do que vê-la ser camuflada em mentes estéreis.
Quem é quem?
Você sabe!


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Tanis   Qui 25 Nov 2010, 21:58



Hoje olhei pr'esse céu tão estrelado
e na busca pelo brilho mais fulgente
acabei por lembrar do incomum...
Hoje olhei pro horizonte, de repente,
e avistei altas nuvens renitentes.
Eis que as tais proliferam seu negrume
e acabar com o brilho das estrelas
é intento das malvadas, reconheço.
Eu conheço um coração que é soberano
em amar e fluir do que é mui belo.
Ah! Anelo que esse peito
onde ele bate, num combate
necessário logo empreste
do seu brilho pra luzir meu horizonte
e acabar co'a tentativa dessas nuvens.
Eu bem sei que o tempo é curto
e não espera outra vez ver meu sorriso
iluminado, mas eu guardo esse carinho
que é tão lindo e o regaço tão quentinho
que imagino.
Há de ter o gran cuidado do meu Mestre
a descer sobre esse coração!
Há de haver a nova chance que é esperada
e meu céu testemunhar que esse sorrir
ostentou o que o coração que é lindo e impávido
a mim deu que é seu melhor, seu brilho excelso...

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Oscilando no tempo!   Sab 27 Nov 2010, 18:20


Já desisti da quimera que não me quis.
Quando quitei a minha dívida com o amor,
O tempo, esse larápio, apoderou-se do que eu tinha de melhor!
E aquele céu que era bonito o feio cinza apagou.
Tu nem disseste em cortesia um breve adeus...
Olha nos meus olhos outra vez!
Repara que esse verde é a esperança que não posso abandonar.
Ah! Pra que alimentar essa distância entre nós dois?
Sei que o teu medo fez do tempo proteção.
Só que, de mim, nunca chegaste a sair,
Porque te trago em minha alma como quem guarda um pedaço de sí mesmo!
Eu sei que lês meu divagar ensandecido e te divertes co'esse meu abrir de alma!
Volto no tempo pra sorver toda angústia e regogito, pois não gosto do sabor que é tão insípido!
Eu te apago, mas a mente é teimosa e ressuscita tua imagem novamente.
Mas podes crer que exorcizo esse espectro!
E me alio ao triste tempo e me liberto!


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Sab 27 Nov 2010, 18:36

Permitam-me pertinentes palavras...


Paro pra pensar por partes.
Perturbo-me, pois pareço priorizar pontos perspicazes.
Purifico-me para puerícia pulsante, porque preciso pulverizar punção punga.
Prudente, permito-me participar provisoriamente portando pequenos propugnos propositalmente provindos.
Prossigo proseando. Pretendo pronunciar promissão primordial projetando princípios portentos praticáveis prontamente.
Progrido progressivamente, porquanto pude profligar prófugo profundo.
Procurando proeminência progênie, proclamo prócer privilegiado, porém prístino.
Procedendo pretensiosamente, protelo pincelando pertinentes palavras...


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Envelhecer...   Sab 08 Jan 2011, 17:55



É tão lindo o encanecimento quando a alma ainda porta-se jovial...
É tão normal o privilégio quase régio de entrar-se em anos...
Quando os planos pra uma saúde mais regrada são reais, então envelhecer é até gostoso sem as filas em hospitais!
São letais os pensamentos que põem detrimentos para a velhice!
Quanta pieguice, pois não aprendemos com nossos “velhos”?
Toco nos artelhos de meus “iídiches” e sinto como se tocasse em algo raro e caro por demais!
Tanto faz se com ou sem saúde, amiúde preciso deles para me orientar;
Para me mostrar o Caminho a fim de encaminhar os pequenos para os desafios...
Os desvios do Mal nos são passados pela experiência.
A eloqüência da idade derrama em nós sobriedade necessária pra ir em frente!
Quem me dera envelhecer...
Quem me dera encanecer e ver nos filhos na fé que, qual ponte, os guiei para o Eterno!


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Seg 11 Abr 2011, 17:40

....


Última edição por Karinna em Qua 13 Jul 2011, 07:52, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Qui 14 Abr 2011, 14:01

A dor e o silêncio!

Onde está a essência do que preenche o vazio renitente?
O silêncio me dói nos ouvidos e eu nem olvido essa sensação de falta...
Será que as luzes da ribalta são mesmo verdadeiras?
Será que a despedida vai me fazer coar os lamentos?
Eu já provei de tenro seio e não me contenta o anti-fértil.
Talvez a euforia traga o torpor que liberta por alguns segundos...
Por que a noite, companheira, quer me ver nos braços de Morfeu?
Não há muito em que formáva-mos uma dupla formidável!
E os quase invisíveis, em minha mente, se chocam dada a minha confusão...
Eu já quis a cura!
Já quis que houvesse um lenitivo.
Se o silêncio deseja me fazer perder-me em lúgubres tormentos
Eu o desengano, pois a quem se interessar que fique muito claro:
Não estou pretendendo elisão de sentidos!
Não estou lamentando por um remédio não tomado!
Eu quero não menos que uma ressurreição!
Preciso da luz de certo sorriso!
Preciso que a noite me ame novamente!
Procuro ir contra o muro da existência insossa a fim de derrubá-lo com minha gana potente!
Se não posso ter de volta aquele calor que me tirava da estagnação,
Então, que o último a sair apague essa luz tão fraca, ofuscada por esse silêncio ruidoso, meu algoz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Sex 12 Ago 2011, 18:35

Um ano sem meu menino e a dor, que é covarde, só piora...

BETINHO

۞ 07/1987 † 08/2010




Meu filho querido que eu mesmo escolhi

E a estrada ceifou-te: tou triste demais...

Tu eras xerife, um mal que te passei

E o amargo corrói.

Ah! Filho, só dói!

Eu quis diferente, mas nem percebi

Que o sangue não nega os nervos iguais.

A velocidade eu também enfrentei

Mas pressa na vida

Deixou-me a ferida.

Betinho, perdoa! O dom me falhou

O mal te levou e a dor,sim, ressoa!

Se ao menos pudesse trocar de lugar

Eu na pedra fria

Sem pensar iria

Deixar-te no dia e na noite deitar...

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Seg 10 Out 2011, 07:14

Deu ressaca essa ilusão


Atirei-me de corpo e intelecto nessa viagem chamada ilusão.
Acreditei que tudo o que me disseram eram verdades merecidas por mim.
Fui deixando essa coisa me impregnar e quando atinei eu nem era mais eu...
Senti uma fisgada no músculo que se deixa aprisionar por essa sandice.
Olhei para o espelho e o reflexo que vi era de um desconhecido!
Gritei de susto por ver que aquela figura tinha jogado fora anos preciosos.
Procurei ajuda pra me livrar da embriaguês que me venceu.
Bebi cada gole do toque que me encantava num preparo para tocar-me para fora da minha própria ilusão...
Acordei com essa ressaca que me torna insuportável a mim mesmo.


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Seg 10 Out 2011, 07:37

EU SEI!

Sabe quando você chega perto do céu, mas um véu o encobre com maldade?
Sabe quando o paraíso parece ser logo à frente, mas tem gente que obstrui seu caminho até lá?
Sabe o que é sentir que a água vai matar sua sede, mas uma rede é jogada e a água derramada?
Sabe o que é querer só ver a musa que, confusa, joga fora a visão de Shangri-lá?
Sabe o que é engolir em seco?
Sabe um beco sem saída do qual você nem quer sair?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Seg 10 Out 2011, 07:44

Foi e tem sido assim...


De um momento de amor, tezão, curiosidade?
A verdade é que apareci com pressa de viver.
Sem perceber fui bebendo de fontes doces e amargosas
Provei, de rosas, o perfume e os espinhos.
Segui caminhos aplainados e pedregosos;
Vivi gozosos e lamentosos momentos;
Meus movimentos sempre foram em volta de mim mesmo
E quando, a esmo, contribuí com o crescimento de alguém,
Foi sem atinar que estaria dando crescimento a minh'alma necessitada.
Num tudo ou nada arrisquei e me irei por ter perdido.
Já combalido, achei um amor que não existia, mas até essa alegria quer dizer adeus, assim, depressa.
E minha pressa de viver mostrou ser pressa de encontrar como todos, a sina, a sorte, a morte...
Que venha e que venha forte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Seg 10 Out 2011, 07:51

Grow'n'up para quem sonha grande!


O cadafalso que mata o eu insano e insalubre está preparado, mas quem porá a alma entorpecida de desânimo sobre ele?
Quem dará o passo certeiro para a saída da estagnação que estupra o crescimento?
Você e eu somos o que o meio faz de nós.
Ainda que seja você a influir, a obrigação de deixar a efemeridade estará martelando na mente carente de voar por sobre alturas ainda não alcançadas..
A relatividade do que se é está ligada ao que absorvemos à nossa volta.
Então não tente convencer-me de que o conhecimento está enterrado em algum lugar do ontem.
Prefiro ler e ouvir quem está vivo, pois lá fora está cheio de coveiros exumando agonias do passado...

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Ter 11 Out 2011, 17:36

Não compartilho tesouros...

Deve ser essa parabólica que trago na cabeça
Ou, quem sabe, eu me ame mais a cada dia!
Não compartilho irmandade!
Se não me pedem perdão...
Sei não!
Sou capaz de odiar!

Brincar com poeta que é forte é pegar numa brasa sem luva!
Quinze anos uma ova!
Vou, então, dizer em Trova:

Cuidado com seu amor,
Pois é grande prejuízo
Dar-lhe o espinho, negar flor:
Isso é falta de juízo!

Sabe lugar quente pra chorar?
Cama, ouvi dizer...

Esse ditirambo é forte e tem muitas calorias!
Se ela dança eu não danço,
Nem canso,
Nem ranço deixo ficar!

Magoar u’a alma nobre é como estuprar o vento
Que só quer acarinhar,
Refrescar desse calor.

Magoar poeta à toa é chegar no fim da reta antes de correr na meta,
Na metade da estrada...

Já era!

Amo, mas eu passo.

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Qui 20 Out 2011, 09:21

9 x 1

Cinéreo céu e à noite!
Sidéreo eu e à sós...
Estéreo som do açoite
e o mar lembrou tua voz
a qual nem escutei...
Porquês me vêm e vão
meu sim também é não
e nem beijei tua mão...
Nem sei porque lembrei...

Escrevi um Romance
em ritmo infantil
sextilhando outra chance
de ver quem me fugiu
sorrindo e assustada...
É nada, é estrada, é brio,
é cio, é hora errada,
errar que enfada, é frio...

Não vejo a Primavera,
a tia e a mãe Joana...
A serra ofusca a gana
e a sana é forte, é fera!
Eu vi a sintonia
a me dizer: eu quero
a coisa fugidia...

Havia a bruta nobre
e o passo matutino
a fez olhar céu cobre
e viu-se em desatino
a sorver cefaleia
e, eu, em verborreia...

Mas desistir por que?
Quintilha é alegria
assim sem harmonia
em pleno breu do dia
hei de fazer o que?

A quadra está molhada,
e atletas querem ouro!
O que eu entendo? Nada!
Em paixão sou calouro...

Terceto, então me pega
e o certo é que me dou,
mas eis que a cabra é cega!

Um dístico menino
e a terminar me animo!

Monóstico e declino...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1516
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   Qui 29 Mar 2012, 06:44

Antigos fatos...

O tempo luta vil e em covardia... Talvez a inveja seja o que lhe mova, mas bravamente a força da estrutura desvela histórias de plebeus e nobres...
Quem nunca ouviu falar daquele escravo que construiu fiel e resoluto a fortaleza que em paredes fortes abrigaria a linda senhorinha com quem ele brincara em anos áureos, mas que cresceu e foi pra capital?
Voltando, anos depois, mulher casada com um doutor de frágil complexão, o qual deixou viúva muito cedo a, outrora, menina brincalhona...
O negro, ao seu mandado, decidiu fazer co’a experiência adquirida em lida que, contínua, o preparou pra soerguer palácios, se preciso, um casarão pra dona de sua vida...
E com ajuda de uns comandados ergueu o casarão em meio à praça, de frente pra Matriz, onde a senhora, em negro traje, entrava pra elevar a prece que apelava à indulgência, pois em surdina cobrava serviço ao forte escravo, servo obediente!
Os gritos abafados lá na alcova denunciavam outra brincadeira na qual o pobre escravo era o senhor da alvura de uma pele pura e “santa”!
Antigos casarões escondem fatos em suas estruturas que o tempo se esforça pra delir com a história...


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: PROSA POÉTICA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PROSA POÉTICA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» I FESTIVAL AÉREO DE CRATEUS - Ce
» [Comentários]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica - Hyoga vs Ichi
» [Comentários]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica - Ban Vs Jabu
» Qual é o significado e a origem do seu nick e do seu avatar.
» Como usar tinta alumínium da ALCLAD ii !

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Descanso das Letras :: PRODUÇÃO LITERÁRIA :: Poema em Prosa-
Ir para: