Descanso das Letras

Discussão acerca de Literatura
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
Compartilhe | 
 

 Histórias e contos infantis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
HM Estork CCoelho



Mensagens: 24
Data de inscrição: 15/11/2010
Idade: 39
Localização: São Sebastião- SP

MensagemAssunto: Histórias e contos infantis   Dom 21 Nov 2010, 06:32

O mundo que não conhecia as Palavras Mágicas


Era uma vez um lugar que ficava nem longe e nem perto, lá detrás das montanhas e de frente à linha do horizonte.
Neste lugar nada tinha cor, tudo era cinza, isto porque as pessoas não conheciam as Palavras Mágicas: “DESCULPE, POR FAVOR e OBRIGADO".
Enquanto isso, em nosso mundo, onde as pessoas na maioria das vezes procuram usar as Palavras Mágicas, morava um menininho, o Lucas.
Lucas era um garoto muito gentil, educado e muito prestativo, procurava ajudar a todos, desde os adultos e idosos até os animais.
Jamais poderia imaginar que existisse um lugar em que as pessoas não soubessem usar essas palavrinhas tão simples, mas mágicas.
Numa bela noite Lucas foi dormir, depois de desejar boa noite a seus pais, quando deitou-se em sua caminha e fechou seus olhinhos sentiu a presença de um anjinho que sussurrava em seu ouvido um pedido, ficou sem saber se estava dormindo ou acordado, mas de repente quando abriu seus olhos...
Zaaaaaaaaasssssssssssssssssssssssssss
Parecia ter acordado em outro mundo, um mundo esquisito, pálido, sem crianças correndo na praça, via pessoas andando e esbarrando umas nas outras sem que pedissem desculpas, nada de bom dia, nenhum sorriso estampado nos rostos, um lugar que ele poderia chamar de triste.
Não entendia o que estava fazendo ali, até que pouco a pouco foi lembrando do que o anjinho lhe dissera ao ouvido:
“_Lucas, tenho um pedido muito especial para fazer à você hoje, preciso muito que vá até um lugar onde as pessoas não conhecem as palavrinhas mágicas: “DESCULPE, POR FAVOR E OBRIGADO”. Sua missão por lá será a de ensinar as pessoas a serem cordiais uma para com as outras e assim, a alegria e as cores voltarão para aquele mundo, já tão esquecido das boas maneiras.”- relatou-lhe o anjo.
Assim sendo, Lucas tratou de procurar pelo prefeito e não foi nada difícil de encontrá-lo, já que o próprio deu-lhe um esbarrão daqueles derrubando-o no chão sem estender as mãos para acudi-lo.
“_ Por favor, o senhor poderia me ajudar? Por acaso sabe onde encontro o prefeito desta cidade?”-indagou Lucas.
“_Ah, sim meu rapaz. Por acaso sou eu mesmo, o prefeito. O que quer de mim?”-respondeu o homem.
“_ Notei que nesta cidade as pessoas não falam as Palavras Mágicas.”- continuou o menino.
“_Oras, mas do que você está falando, menino?”-retrucou o prefeito.
“_ Falo das palavras mágicas que são: DESCULPE, POR FAVOR e OBRIGADO.” – emendou Lucas.
“_ DESCULPE, POR FAVOR e OBRIGADO. Nossa!!! Nunca tinha ouvido falar destas palavras, realmente parecem mágicas depois que as falamos.”- felicitou-se o homem.
“_ Então, senhor prefeito, quando fazemos algo ruím, esbarramos, falamos algo que não deveríamos falar e nos arrependemos, pedimos DESCULPA. Quando precisamos de um favor, de uma ajuda, falamos POR FAVOR. Para finalizar, quando recebemos algum presente, seja objeto ou um presente em forma de palavras, dizemos OBRIGADO.” – ensinou-lhe Lucas.
"_ Pôxa vida! São palavras tão lindas e que nos fazem tão bem, não sei porque não as falamos por aqui, mas vou tratar de consertar isso já, já.”- respondeu o prefeito.
Rapidamente o prefeito subiu num palanque e pegou o microfone chamando a atenção de todas as pessoas que passavam por ali e também das que se encontravam mais distantes, explicou tudo direitinho sobre as Palavras Mágicas e de repente como num passe de mágica as pessoas começaram a se cumprimentar pelas ruas.
Inexplicavelmente as ruas foram se colorindo, as árvores ficaram verdes e com seus frutos coloridos, surgiam brinquedos pelas praças, as casas se coloriam e aquele lugar antes cinza e triste passou a ser colorido e muito alegre.
Trimmmmmmmmmmmmm Trimmmmmmmmmmmmmmmmm
“_Lucas querido está na hora de acordar. Precisa se arrumar para ir ao colégio.” – sussurrava a mamãe do Lucas em seu ouvido.
Lucas abriu seus olhos, parecia que toda aquela aventura houvera sido um sonho, um belo sonho de boas maneiras!!!
Afinal de contas, nunca é demais falarmos DESCULPE, POR FAVOR e OBRIGADO, nosso dia se torna muito mais colorido e feliz!

HM Estork CCoelho

(05/03/2009)

Esta história está indo para o forno para o lançamento dela em livro... Espero poder contribuir na eduação dos nossos pequenos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
HM Estork CCoelho



Mensagens: 24
Data de inscrição: 15/11/2010
Idade: 39
Localização: São Sebastião- SP

MensagemAssunto: Histórias e Contos Infantis   Dom 21 Nov 2010, 06:35

A BRUXINHA QUE DAVA DOCINHOS


O legal desta historinha é que não tem perna e nem pé, criança não fica de castigo e nem tem coceira e chulé...

Vamos falar de uma bruxinha, seu nome é Zezé, ela é muito boazinha e voa, voa quando quer.
A Zezé não é uma destas bruxas quaisquer, antes de sair por aí voando, enche uma sacola bem grande com doces, os mais saborosos que vocês possam imaginar, é pé-de-moleque, doce de leite, rapadura, pirulito, chocolate, bombons, balinhas de frutas, ai... São tantas as gostosuras...

Mas além de sair distribuindo seus docinhos, Zezé carrega em uma maleta, num compartimento ultra, super, hiper, blaster, master secreto, um kit.
Para algumas pessoas este kit não passa de baboseira, mas para Zezé é muito especial e não é brincadeira.
Hummmm, o que será que ela guarda nesta maletinha, será algo bom ou ruím, já que ela é uma bruxinha?
Muita gente já tentou adivinhar, embora desistissem logo depois de seus docinhos ganhar.
A criançada quando a vê chegando, lá das nuvens se aproximando, já falam berrando:
“_ É a Zezé com sua vassoura aterrissando!!!”

E tudo vira uma festa, quando a bruxinha desce distribuindo docinhos, mas quando pega a maletinha, as crianças vão saindo de fininho...
Certo dia, Zezé percebeu que uma criança não saiu e ficou por ali, espiava bem curiosa, parecia tentar descobrir o que tanto a bruxinha guardava em sua maleta, até que lhe perguntou?
“_Ora, o que aconteceu? Por que não pegou seus doces e com as demais crianças correu?”
“_ É que eu , eu, eu fiquei curioso em saber o que tem nesta maleta...” – o garoto respondeu.
Zezé ficou admirada, afinal de contas era fácil responder a esta charada:
“_ Nesta maleta guardo um grande tesouro, umas dicas vou lhe dar, para que possa adivinhar!”
“_ Tem um cabo colorido com cerdas bem macias, um tubo com creme docinho, para limpar o dentinho! Depois de comer doces e chupar tantas balinhas ao invés de correr, precisa ser usado para o dente não doer!” – completou sua charada.
Sem pensar muito o menino rapidamente respondeu:
“_ Eu sei, eu sei, eu sei... Uma escova de dente!!! É, é sim, só pode ser...”
“_Yuhuuuuuuuu, só pode ser isso, porque a mamãe e o papai me falam que depois de todas as refeições e de chupar balas e comer docinhos, precisamos escovar nossos dentinhos.”
“_ Uhummmm você acertou menininho, e como recompensa por desvendar minha charada, de presente lhe darei chocolates, pudins e merengada!” – felicitou-se a bruxinha Zezé.

Depois daquele dia todas as crianças depois de ganharem seus docinhos da bruxinha Zezé, ao invés de saírem correndo desesperadas com medo da tal maleta deixá-las enfeitiçadas, pediam sorridentes pelo kit de escovas e pasta de dentes!
E assim a bruxinha Zezé, pensando em mudar de profissão e tornar-se especialista, passou a distribuir doces e também virou Dentista!!!


É muito importante que depois de levantar, tomar o lanchinho, almoçar e jantar, escovemos os dentinhos, também é bom lembrar que antes de deitar, precisamos escovar estes queridos amiguinhos!
Viram só?
Esta história não teve perna e nem pé e sim, boquinhas e dentinhos sendo cuidados pela bruxinha Zezé!



HM Estork CCoelho

(18/03/2009) queen king flower study jocolor sunny
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
HM Estork CCoelho



Mensagens: 24
Data de inscrição: 15/11/2010
Idade: 39
Localização: São Sebastião- SP

MensagemAssunto: Re: Histórias e contos infantis   Dom 21 Nov 2010, 06:38

O Planeta Pirlimpimpim

Em uma galáxia há muitos anos luz da nossa, existe um planeta chamado Pirlimpimpim, trata-se de um planeta muito organizado.
Seus habitantes são muito simpáticos e educados, sempre que se encontram pelas “pirlimpim-ruas” se cumprimentam dando seus bons raios (bom dia), boas sopradas (boa tarde) ou boas estreladas (boa noite).
No Planeta Pirlimpimpim eles se preocupam muito com o meio ambiente, aprenderam com povos de outros planetas tudo aquilo que não devem fazer para não deteriorarem a pirlimpim-natureza.
Desde muito cedo na pirlimpim-pré-escola os pirlimpimpianos aprendem a cuidar da pirlimpim-fauna e pirlimpim-flora , reciclam tudo aquilo que não lhes é mais útil, doam pirlimpim-brinquedos e pirlimpim-trajes que não estão mais em uso, passando adiante para pirlimpianinhos que não tem como comprar nas lojas.
Os pirlimpim-lagos e rios são tão límpidos, suas águas cristalinas abrigam pirlimpim-peixinhos multicoloridos, pirlimpim-sapinhos e rãzinhas que coaxam alegremente por suas margens e os pirlimpim-insetos que sobrevoam o céu azul e livre da ação dos raios ultravioletas emitidos pela estrela que os aquece.

Cuidam tanto de seu planeta porque conheceram de perto a história de um planeta que já foi muito mais belo do que é hoje, o Planeta Terra, localizado na Via Láctea.
Aprenderam que os habitantes deste planeta o poluíram tanto com detritos acumulados, com a emissão de gases nocivos à camada de ozônio, rios, lagos e mares contaminados, que mal lhes sobrou água para beberem.
Sabe-se que em algum ano beirando dois mil e nove (contagem terrestre), um grupo de crianças se uniu abraçando a ideia de cuidarem do Planeta Terra.
Moveram ações que se espalharam por todos os países, a fim de salvar o que ainda restava da Terra.
Graças a essas crianças que comoveram o mundo, a Terra ainda existe, deixou de ter a beleza de muitos anos passados, mas já resgata formas de vidas antigas que quase se exitinguiram por conta do Aquecimento Global.
No Planeta Pirlimpimpim as pirlimpim-crianças correm livres pelos campos, brincam de roda, pega-pega e esconde-esconde, nadam nos pirlimpim-rios e lagos, mergulham pelos oceanos.
Cuidam dos animais e plantas porque aprenderam com a Terra que se não se cuida do que se ama, ele tristemente esvai-se.
Nem com o pirlimpim-pó ultra, super, hiper, blaster, master poderoso, se pode salvá-lo depois e aí nem adianta chorar porque a história que começou com uma perna, terminou sem ela!
O negócio é cuidarmos do que amamos com todo amor e dedicação, e assim todos poderemos viver num mundo muito melhor para sempre!!!

E assim, depois da lição dos amiguinhos pirlimpipianos você também pode ajudar a salvar nosso planeta, já que pelas contas, estamos vivendo no ano em que os pirlimpimpianos disseram que começou a salvação do Planeta Terra, e então... Mãos à obra?


HM Estork CCoelho

clown sunny rendeer farao queen king jocolor geek study flower
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 

Histórias e contos infantis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Histórias do Vô Timóteo (I)
» Contos de um Cavaleiro [Ação/Aventura]
» Coisas Escritas *poemas, poesias, contos, desabafos* u.u

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Descanso das Letras ::  :: -