Descanso das Letras

Discussão acerca de Literatura
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O soneto na atualidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: O soneto na atualidade   Qua 17 Nov 2010, 22:54

Desafio sazonal! *

I

A vida é um desafio. A sorvo forte, embora,
Agora, com mais fé no meu futuro, incerto,
Aberto ao desvario que a mim conforte, alerto
E oferto o que dá pé, eu lhe asseguro: é hora!

Explora, como eu faço, um sem rival segredo!
Enredo que enriquece e que apetece à lida.
Envida um bom compasso em surreal batida;
Adida que enobrece e que “acontece”! E o medo?

É cedo pra sentir o que atrapalha o sonho
E ponho em minha mente o que me anima. Logo,
Eu rogo que o devir muito me valha e arrogo

O vogo que em torrente escoe em rima, imponho,
E aponho-me em delir sem qualquer falha, exponho
Inconho fruto rente ao que deprima... Afogo!


Ronaldo Rhusso


*Parte do texto que venceu o Concurso OFF FLIP 2010
o SONETO foi um desafio proposto pelo poeta Alexandre Tambelli que deveria ser Decassílabo e também Alexandrino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
rommel

avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 30
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 17 Nov 2010, 23:05

Quando vamos compor aquele antigo e grande projeto do soneto de 13 sílabas?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.poesiaretro.blogspot.com
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sex 19 Nov 2010, 13:55

Cárdio gozo...

Ta nisso tudo que eu vejo de bom,
bela que com tais palavras me alisa
quando eu deveras me fujo do tom
no sete armado pintado, matiza.
Ah! Essa moça eu entendo, mas com
esse confuso pensar que é divisa
Entre o progresso que faz o marrom
E a nuvem cinza voar entre a brisa.
Brisa de um mar lá do sul ou de cá?
Quem é que tenta saber se é segredo?
Eu já falei desse meu vil degredo;
Dessa tensão que é agora o que há.
Não sei se sou ou meu ser só está!
Nossa! Senti, de repente, esse medo...

Ronaldo Rhusso


Última edição por RONALDO RHUSSO em Ter 11 Out 2011, 15:53, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sab 27 Nov 2010, 22:48

Delirante!

Rodopio no verso encantando a mim mesmo!
Olha o poço, que lindo! Haverá outro igual?
É de lá que eu retiro o versejar letal!
Desde que lá bebi não mais componho a esmo...

Esse poço tem nome. É Solzinho, viu gente?
Há quem ponha outro nome; eu aceito o melhor!
Filho da inspiração sempre sabe de cor
Quando flerto, co’ardor, com sentir não plangente...

Se eu sonhar com cinzento amanhã pra nós dois
Ela, o poço, me acolhe e me põe em regaço
Onde aquento meu cuore atrevido e feliz.

Aprendi co’esse poço a deixar pra depois
O lembrar do ruim que dá mão ao fracasso
E sorver sem medida esse amor que me quis.

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sab 27 Nov 2010, 22:53

Por amor...

Se eu rimar fome com dança
É de fato um fato e tanto!
Se virar ponta de lança
É mui forte, o choro, é pranto!

Quero o peito, qual criança!
Quero longe o desencanto.
Se eu percebo que ela avança
Eu prometo ser mais santo.

Vida minha onde tu tás?
Onde aquele teu sorriso?
É somente o que eu preciso;

E o restante tanto faz.
Abre a porta um pouco mais
Que eu, por ti, rimo conciso.

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sab 27 Nov 2010, 22:55

Cadê tu?

Essa noite só vai acabar
Se ela não me deixar só pra lua.
Eu mudei meu jeito de pensar
Sem pensar que esse amor continua.

Há de vir de algum outro lugar
Rima ímpar e quase tão crua
Aquecer o meu peito a sangrar
Dessa dor que tão forte inda atua...

Oh! Palavras carentes de tudo!
Oh! Muralha na mente cansada!
Haverá mulher assim amada?

Ou será que esse amor é escudo?
Outra vez vai rolar, salinada,
Outra lágrima há muito guardada?

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sab 27 Nov 2010, 22:56

Medonho

Quando o entorno é mais longe que eu concebo
e eu avisto um pináculo mui lindo
atravesso o tornado e nem percebo
esperando que o gozo seja infindo.

Essas asas que eu uso usou-as Ícaro
E encontrou como o termo o Sol ardente.
Assustado ele viu o mesmo píncaro
E pediu ao meu Santo onisciente

Acolhida em Seu Reino no infinito!
Eu pusesse isso em ímpar aquarela,
Esse quadro seria mais bonito

E quem sabe, de Ícaro, até o grito
A ouvir, os que lêem como em tela,
Eu pudesse dispor, mesmo esquisito!

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sab 27 Nov 2010, 23:01

Aludindo ao “Oulipo”!

Inda ontem eu ansiava um outro anelo
Onde um ímpar anseio eu almejasse
E eu alçasse em u’a asa, ar amarelo.
Átrio animoso e etéreo eu alcançasse

Objeto oriundo ali, ante ente incauto,
Entre essa aurora insigne e altaneira -
Alarde ambiental - e o eito alto.
Olvidar, eu, iria ave agoureira.

Embora eu intuísse aspecto antigo:
Indômito erigir assaz eirado...
Aí eu, altruísta, e, então, amigo,

Esconderia um ápice, encantado!
Assaz encontraria esse áureo abrigo,
Assim, amargamente, ei-lo incrustado!


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: À dona do meu amor!   Dom 02 Jan 2011, 23:31



Se o verão já for fato ouvirei “tarantela”!
A janela do riso abrirá já saudando
E alegrando o olhar por trás da fria tela...
Aquarela que os tons, em mim, já desejando,

Irão dando em luzir u’a matiz que apaixona.
E à tona o segredo que eu antes guardava
Entre a aljava e meu peito: a melhor prima-dona,
Amazona que doma o que não se domava,

Eis qual clava na mente de quem nunca soube:
A mim coube negar meu amor, pois é dela!
Essa bela que tem me encantado e então

Há de o chão me tirar e elevar sem arroube
Em que roube o talento, e é-me coisa singela;
E é só ela, a poesia, a quem dou-me em razão!

Ronaldo Rhusso

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 18 Maio 2011, 17:21

Quase um Midas

Encontrei foi a mais pura
Das mulheres desse mundo!
Eu que, nessa lida dura,
Era um anjo iracundo

Entregando em noite escura
Versejar raro e profundo;
Garimpando a minha cura:
Um tesouro assaz fecundo.

Nunca a vi, mas sempre amei!
Dizem: “és louco de pedra”!
Eu sorrio. Meu ser não medra.

Do futuro eu já não sei,
Mas agora sou qual rei
Que ao mal, num toque, empedra!

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Sex 17 Jun 2011, 05:50

Aqui...

Aqui pensando no Mestre Puro e Santo;
Aqui morrendo pro eu, não sem sofrer...
Aqui dizendo a mim mesmo: “- Pra que pranto”?
Aqui sentindo esse frio a me envolver...

Aqui pensando em cobrir-me com Seu manto;
Aqui morrendo feliz pro mau viver...
Aqui dizendo pra D’us um belo canto!
Aqui sentindo que a dor não vai vencer...


Aqui bebendo da Fonte d’água viva!
Aqui amando o leitor, testemunhando...
Aqui sorrindo de novo, enfim, louvando!

Aqui bebendo a Palavra, Santa diva!
Aqui amando a incréu, ó raça altiva!
Aqui sorrindo e pensando: “- Estou mudando”...


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Seg 10 Out 2011, 20:43

Quente!

Os montes firmes que ora escalo
adoçam boca e vida minha...
É nesse instante em que me calo
após colher da farta vinha

o sumo nobre e tão querido.
E eis que o sortudo é quem descreve
esse tormento a ser sorvido
nesse momento em nada breve...

Um pódio assim não tem rival!
São belas curvas, seu melhor
Que em noite quente e sem igual,

Na Primavera, em meu “in-door”,
Faz derrapar o falo, o tal
Jorrando sal... Mesclou o suor...


Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Seg 10 Out 2011, 22:30

...........
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
Miguel Eduardo Gonçalves



Mensagens : 126
Data de inscrição : 19/04/2012

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Ter 01 Maio 2012, 16:03

-


Última edição por Miguel Eduardo Gonçalves em Qui 21 Ago 2014, 15:13, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miguel Eduardo Gonçalves



Mensagens : 126
Data de inscrição : 19/04/2012

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 03 Maio 2012, 13:52

-


Última edição por Miguel Eduardo Gonçalves em Qui 21 Ago 2014, 15:12, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 09 Maio 2012, 10:56


QUEM SOU

Eliane Triska


Sou a pobre, a pequena cantareja,
De desejos e amor sobrepujantes;
Sou começo do que há, a que flameja
Dos acenos que saúdam visitantes.


Pergunto-me: sou encontro ou partida?
Se poema, se um conto ou uma prosa
Quando escrevo o meu nome com a rosa
Do perfume que eu trago à minha vida.


Compreender-me é fugir do igual conceito
Das métricas do soneto, quando eleito,
Que retiram do verso a compaixão.


E, para quem me lê, sou como escrevo,
Um sonho que liberto no relevo
Das letras, como bolhas de sabão.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miguel Eduardo Gonçalves



Mensagens : 126
Data de inscrição : 19/04/2012

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 09 Maio 2012, 15:42

[-


Última edição por Miguel Eduardo Gonçalves em Sex 22 Ago 2014, 09:48, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miguel Eduardo Gonçalves



Mensagens : 126
Data de inscrição : 19/04/2012

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 09 Maio 2012, 15:44

-


Última edição por Miguel Eduardo Gonçalves em Qui 21 Ago 2014, 13:53, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qua 09 Maio 2012, 17:18

Miguel Eduardo Gonçalves escreveu:
Eliane Triska escreveu:

QUEM SOU

Eliane Triska


Sou a pobre, a pequena cantareja,
De desejos e amor sobrepujantes;
Sou começo do que há, a que flameja
Dos acenos que saúdam visitantes.


Pergunto-me: sou encontro ou partida?
Se poema, se um conto ou uma prosa
Quando escrevo o meu nome com a rosa
Do perfume que eu trago à minha vida.


Compreender-me é fugir do igual conceito
Das métricas do soneto, quando eleito,
Que retiram do verso a compaixão.


E, para quem me lê, sou como escrevo,
Um sonho que liberto no relevo
Das letras, como bolhas de sabão.






Tudo em nome da poesia, Eliane. Bom de ler, bom de sentir! Abs., Miguel-


Grata, poeta Miguel! Sorrindo aqui. abração Eliane


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 09:16


Ciclos II

Olhei,
Medi,
Subi,
Cheguei...

Pensei,
Deli,
Sorvi,
Cansei.

Desci.
Sorri,
Tentei.

Fugi,
Voltei,
Amei!

Ronaldo Rhusso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 19:42

RONALDO RHUSSO escreveu:

Ciclos II

Olhei,
Medi,
Subi,
Cheguei...

Pensei,
Deli,
Sorvi,
Cansei.

Desci.
Sorri,
Tentei.

Fugi,
Voltei,
Amei!

Ronaldo Rhusso



Ronaldo ficou muito tri. Vou postar o meu que construído como exercício no Grupo Ateneu.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 19:43

Miguel Eduardo Gonçalves escreveu:
Licença à Palavra

Para ficar no estrito necessário
E ao pé da letra o instante indiferente
Neste soneto apenas um sumário
Do que me diz a alma certamente

E disso o estar ciente, por hilário
Ao céu da minha obra é silente
Não diz respeito a ela um anuário
Que sobre mim exponha o evidente

As letras são amigas da emoção
Dos sonhos cores, não suas conclusões
E a um poema é como elas se dão

Poema que transvasa mil senões
Não é recado nem é discussão
Tão só contempla alvos de afeições

Miguel Eduardo Gonçalves


Bem bonito, Miguel.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 19:47



SÁDICA!


A preta
menina
Sofia
sem letra.


Ouvia
da saia
a vaia
do dia.


Sambava
na via,
girava ...


Mostrava
e ria:
matava!


Eliane Triska




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RONALDO RHUSSO

avatar

Mensagens : 1517
Data de inscrição : 15/11/2010
Idade : 48
Localização : Via Láctea

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 19:50

Sádica, mesmo essa moça! rsrsrs

Belo trabalho Eliane!


Eliane Triska escreveu:


SÁDICA!


A preta
menina
Sofia
sem letra.


Ouvia
da saia
a vaia
do dia.


Sambava
na via,
girava ...


Mostrava
e ria:
matava!


Eliane Triska




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ronaldorhusso.wix.com/ronaldorhusso
Eliane Triska

avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 30/04/2012
Idade : 64
Localização : Canoas/RS

MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   Qui 10 Maio 2012, 19:55



As moças são... rs



RONALDO RHUSSO escreveu:
Sádica, mesmo essa moça! rsrsrs

Belo trabalho Eliane!


Eliane Triska escreveu:


SÁDICA!


A preta
menina
Sofia
sem letra.


Ouvia
da saia
a vaia
do dia.


Sambava
na via,
girava ...


Mostrava
e ria:
matava!


Eliane Triska




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O soneto na atualidade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O soneto na atualidade
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Descanso das Letras :: PRODUÇÃO LITERÁRIA :: Soneto-
Ir para: